“Vertigem” (2007)
Criação de José Nunes para o Primeiro Andar
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
  • item
SINOPSE

Sonho, medo, tentação súbita, acto impetuoso e irreflectido, desejo obscuro: a face oculta de um icebergue manifesta-se nas acções mais banais e quotidianas. A esta experiência está associada uma vertigem, uma tontura face a algo inexplicável e desconhecido.
É sob este signo vertiginoso que três personagens são colocadas num tempo e num espaço cujas coordenadas lhes são desconhecidas. Reféns de uma ficção, habitam um tempo indefinido, que se submerge em analepses e prolepses, e um espaço hermeticamente fechado, mas vigiado. A acção reside precisamente no desejo de descobrir e compreender este novo espaço-tempo.

FICHA ARTíSTICA E TÉCNICA
  •   DIRECÇÃO E DRAMATURGIA: José Nunes
  •   MOVIMENTO E ASSISTÊNCIA DE DIRECÇÃO: Luís Miguel Félix
  •   INTERPRETAÇÃO: Joana Luz Figueira*, Rui Lima e Tânia Dinis
  •   VÍDEO: Telmo Sá
  •   ESPAÇO CÉNICO: Ricardo Preto
  •   FIGURINOS: Inês Mariana Moitas
  •   DESIGN DE LUZ: Cláudia Valente
  •   MÚSICA: Rui Lima e Sérgio Martins
  •   FOTOGRAFIA E DESIGN: Ana Lúcia Cruz
  •   APOIO TÉCNICO: Jorge Quintela
  •   PRODUÇÃO EXECUTIVA: Pedro Leitão
  •   CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: Maiores de 16
  •   DURAÇÃO APROXIMADA: 60 minutos
  •   ESTREIA (1ª Fase de Criação): 21 de Abril de 2007 – Centro Cultural de Alfena (Valongo)
  •   ESTREIA (2ª Fase de Criação): 9 de Janeiro de 2008 – Teatro Carlos Alberto (Porto)
* Substitui Margarida Vasconcelos na 2ª fase